Pelo menos dez pessoas morreram em quatro dias de confrontos no Líbano


Pelo menos dez pessoas morreram em quatro dias de confrontos no Líbano
confrontos no Líbano


Em quatro dias de batalha em Trípoli, no Nordeste Líbano, dez pessoas morreram e 89 se feriram durante confrontos entre dois grupos muçulmanos os alauítas e os sunitas. A disputa é um dos efeitos da crise que ocorre na vizinha Síria. Só na manha de hoje (23/08) uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em Trípoli.

Apesar de um cessar-fogo decretado ontem (22/08) à tarde, o tiroteio permaneceu durante a madrugada e nesta manhã, segundo relatos. Os confrontos envolvem principalmente moradores de bairros pobres, como Babe EL Tebbaneh, de maioria sunita, contrário ao presidente sírio, Bashar Al Assad, e Jabal Mohsen, que é aluita e apoia o governo.

O primeiro ministro do Líbano, Najib Mikati, disse estar “preocupado” com as tentativas de envolver o Líbano nos conflitos da Síria. A Organização das Nações Unidas (ONU) apelou à comunidade internacional para apoiar o Líbano devido aos riscos de desestabilização relacionados com o conflito sírio.

Há 17 meses, a Síria vive sob clima de guerra em decorrência das disputas entre Assad e adversários. Para a oposição, o presidente deve renunciar promover a abertura política e acabar com a onda de violência nos país. Mais de 20 mil pessoas morreram nesse período na região.
Categoria: ,

0 comentários

Deixe seu comentário