“Bancada da bala” mira mudanças na Guarda Civil em São Paulo


“Bancada da bala”

A Câmara dos Vereadores de São Paulo terá a partir do próximo ano dois ex-policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) entre os seus 55 vereadores. 

O ex-tenente-coronel Paulo Adriano Lopes Lucinda Telhada, do PSDB, 50 anos, e o capitão aposentado Roberval Conte Lopes (PTB), 65 anos, estarão entre os representantes dos paulistanos. 

Polêmicos por suas declarações, ambos são amigos ainda da época da PM e têm discurso político parecido, de ‘’trabalhar pela melhora das condições da Guarda Civil Metropolitana’’.

Telhada, que foi chefe da Rota até o ano passado, quando saiu a sua aposentadoria compulsória, fez fama com declarações fortes contra os criminosos. Da linha ‘’bandido bom é bandido morto’’, respondeu por mais de 30 mortes nos seus pouco mais de 30 anos de polícia.

‘’Fama todo mundo tem. Principalmente quando se trabalha dentro da lei e se é energético. Professor que cobra do aluno é tido como chato. Como policial, tive um comando transparente’’, diz.
Categoria: , ,

0 comentários

Deixe seu comentário