Alunos da UnB usam óleo de cozinha para criar tinta de impressão


Alunos da UnB usam óleo de cozinha para criar tinta de impressão

óleo de cozinha 


  Dois alunos de doutorado em química da Universidade de Brasília (UNB) transformaram óleo de cozinha em tinta de impressão. 

O projeto teve apoio da Embrapa e aguarda o registro patente para ser comercializados. Duas empresas já estão interessadas na invenção.

O coordenador da pesquisa, Paulo Suarez, disse que já existem projetos que transformam o óleo em biodiesel e sabão. A opção dos estudantes por produzir a tinta ocorreu por causa do valor no mercado.

Segundo Suarez, um quilo de tinta pode ser vendido entre R$ 25 e R$ 30 para a indústria gráfica. Outros produtos criados a partir do óleo são vendidos por no máximo R$ 3 o qilo.

A pesquisa foi concluída em 2011 pelos alunos Guilherme Bandeira e Vinícius Mello. Segundo eles, o processo para transformar o óleo de fritura em tinta passa por três processos: aquecimento, destilação e separação dos resíduos.

Para atrair investidores, a UnB organizou uma exposição com xilogravuras feitas com a nova tinta. O artista plástico Ramon Carvalho, aluno de artes da universidade, também participou da pesquisa para fazer o aperfeiçoamento do material.

Categoria: ,

0 comentários

Deixe seu comentário