Especialistas dizem que anticoncepcional não precisa de receita


 anticoncepcional não precisa de receita
Anticoncepcional não precisa de receita

Um grupo de doutores da The American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG) afirmou que os anticoncepcionais deveriam ser encontrados a disposição nos balcões da farmácia para compra sem a necessidade de prescrição por receita médica. 

Eles alegam que com isso, o acesso ao método preventivo aumentaria, portanto, casos de gravidez indesejada, que muitas vezes acabam em abandono ou abortos feitos de maneira incorretos em clínicas clandestinas.

Como todo o remédio, os contraceptivos por via oral não são diferentes, e precisam de atenção e parcimônia ao ser tomado, pois o uso incorreto pode acarretar efeitos indesejados. 

A iniciativa ainda necessitaria de uma pesquisa abrangente que provasse que os medicamentos são seguros o bastante para ser colocados a disposição do público abertamente. Além disso, uma campanha de conscientização se faria necessária, pois as mulheres precisam entender os riscos e não só os benefícios de se automedicarem e qual deles escolher.

Os pesquisadores ainda apontam que alguns planos de saúde podem passar a desconsiderar o medicamento por se tornar comum e vendido sem prescrição, mas o lado bom é que a venda mais aberta do produto faria com que a concorrência aumentasse, potencialmente diminuindo os preços.

O que você acha dessa iniciativa? Daria certo no Brasil?

Categoria: ,

0 comentários

Deixe seu comentário